Skip to content

Colares Viúva Gomes 1934 – Impressionante!

Tive a honra de ser convidado para uma degustação de vinhos com mais de 40 anos e achei que seria um bom momento para testar a fama dos lendários vinhos de Colares.

Esses vinhos são extremamente peculiares. A região, situada ao sul de Lisboa, está praticamente ” tomada” pelos empreendimentos imobiliários, tornando esses vinhos cada vez mais raros. As videiras são plantadas diretamente na areia, suas raízes chegam a alcançar 8 metros de profundidade, assim a coitada da Phyloxera nem pensou em passar por ali ( o pulgão ataca as raízes ). Como estão muito próximas ao mar, os produtores fazem ” barricadas” de bambu, pois se não o fizer os ventos destroem as vinhas.

Image

As peculiaridades não param por aí. A casta tinta utilizada em Colares chama-se Ramisco ( existem brancos Malvasia), uma uva simplesmente tão tânica e ácida que, segundo os produtores, é intragável com menos de 20 anos. Achava ser exagerada essa informação, por isso resolvi levar um Viúva Gomes de 78 anos para tirar a limpo.

Nós provamos os vinhos às cegas, porém a cada vinho provado se revelava a identidade para nova avaliação. Quando chegou a vez do meu vinho, a coloração já chamou atenção de todos: ” será que esse vinho tem 40 anos? Ainda está granada!…” Ao colocá-lo no nariz constatou-se boa potência aromática, com notas de pimenta, chocolate e ” armário antigo” . A maior surpresa foi em boca. O vinho estava tânico! Ainda conservava boa acidez, taninos bastante presentes e com bom corpo e complexidade. A característica que mais chamou atenção foi uma nota ferrosa, um final de boca claramente ” metalizado”. Quando revelada sua identidade a surpresa foi geral. Ninguém podia acreditar que o vinho tinha quase 80 anos, e ainda mais parecia de longe o mais jovem de todo painel ( tinham Barolos, Bordeaux, Rioja…).

Quero deixar claro que os vinhos de Colares não são vinhos de grande estirpe, nunca foram considerados de ” alta gama”. Entretanto, como no mundo de Bacco o mais interessante e divertido é exatamente a diversidade , recomendo de olhos fechados que, caso se deparem com um Colares antigo em algum passeio por Portugal, não hesitem em adquirir uma garrafa para conhecer mais uma das espetaculares surpresas que o vinho pode nos trazer

Image.  

Anúncios

Degustação Best Buys por menos de R$ 100,00

A Confraria dos Amigos do Giba se reuniu dessa vez com o tema “ vinhos de bom custo-benefício por menos de R$ 100,00 “. A degustação ocorreu no simpático restaurante “ Chef Vivi ”, na Vila Madalena. Local aconchegante, excelente serviço e comida muito boa, com destaque para os deliciosos pães feitos na hora e o carré de cordeiro preparado com esmero.

Enquanto a competente sommeliere preparava aleatoriamente nossos vinhos ( a degustação foi às cegas) , provamos um branco Best buy: Errazuriz Chardonnay Reserva. Vinho na faixa dos R$ 50,00, equilibrado, bem feito e agradável. Bastante típico chardonnay novo mundo levemente amadeirado.

A seguir os comentários sobre os vinhos, da última colocação geral à primeira:

 

  • Perez Cruz Syrah 2009

 

Produtor: Perez Cruz

Região: Vale do Maipo, Chile

Variedades: 93% Syrah, 7% Carmenere

Álcool: 14,5%

Preço: R$ 90,00

Amadurece por 16 meses em carvalho francês.

Coloração rubi profunda. Nariz potente, frutas negras em compota, bastante concentrado. Um pouco de especiarias. Na boca é encorpado com fruta muito madura, lembrando geleia de amoras. Quente, boa persistência.

 

  • Luca Pinot Noir 2009

Produtor: Laura Catena

Região: Tupungato, Mendonza, Argentina

Variedades: Pinot Noir

Álcool: 14%

Preço: R$ 99,00 ( Vinci )

Amadurece por 12 meses em barricas de carvalho francês, sendo 60% novas.

Visual rubi de média profundidade. Aromas potentes de frutas vermelhas bastante maduras, claramente do Novo Mundo. Na boca chega à ser adocicado devido à alta maturação das uvas. Encorpado, alcoólico, chega a ser um pouco enjoativo. Boa persistência.

 

  • Taurasi Vinosia 2004

Produtor: Vinosia

Região: Campania, Itália

Variedade: Aglianico

Álcool: 14%

R$ 100,00 ( Cellar)

Fermentado parcialmente com leveduras autócones. Amadurece por 14 meses em barricas de carvalho francês.

Visual granada profundo. Aromas de cerejas maduras, notas de baunilha provenientes da madeira, perfil bastante moderno. Estilo atípico para Taurasi. Na boca é bastante moderno, bem equilibrado. Notas de cerejas com um pouco de tabaco. Taninos finos, harmonioso.

 

  • Tabali Reserva Cabernet Sauvignon 2009

Produtor: Vina Tabali

Região: Limari, Chile

Variedade: Cabernet Sauvignon

Álcool: 14%

Rubi intenso. Aromas de leve intensidade, notas vegetais, ameixa não muito madura. No palato os taninos são verdes, leve amargor e acidez acentuada. Boa persistência com leve picância.

 

  • Mettler  Zinfandel 2008

Produtor: Mettler

Região: Lodi, Nappa Valley, California

Variedades: 89% Zinfandel, 11% Syrah

Álcool: 15,8%

Amadurece por 19 meses em carvalho ( 85% Francês, 15% Americano)

Preço: R$ 99,00 ( Smart Buy Wines)

Rubi profundo.Nariz com  notas de chocolate, eucalipto e mostarda. Alcoólico.

No palato chega a ser quase doce, muita concentração de fruta bastante madura. Persistência média, faltou equilíbrio, talvez pelo excesso de álcool.

 

  • Quinta do Cotto 2007

Produtor: Quinta do Cotto

Região: Douro, Portugal

Variedades: Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz e Souzão

Álcool: 13,5%

Amadurece por 9 meses em barricas de carvalho português de tosta média utilizadas previamente para o Grande Escolha .

Preço: R$ 73,00 ( Mistral)

Rubi profundo. Nariz de média intensidade, notas frescas e mentoladas e com um pouco de húmus. Complexidade média.

Na boca é encorpado, bastante equilibrado. Taninos finos, longo e boacomplexidade.

 

  • Pio Cesare Barbera D’Alba 2009

Produtor: Pio Cesare

Região: Piemonte, Itália

Variedade: Barbera

Álcool: 13,5%

Preço: R$ 120,00 ( Decanter )

Amadurecimento: 24 meses em carvalho, sendo 35% em barricas bordalesas (30% novas, o restante de dois a seis anos) e 65% em “botti”, barris de 2.500 a 5.500 litros de carvalho francês de Allier de vários anos.

Rubi de média profundidade. Nariz com notas de pimenta do reino e cerejas.

Boca com bastante cereja, um pouco de especiaria. Bastante equilíbrio, boa acidez.

 

  • Chateau Puycarpin 2008

Produtor: Chateau Puycarpin

Região: Côtes de Castillon, Bordeaux

Variedades: Cabernet Sauvignon, Merlot, Cabernet Franc

Álcool: 13%

Preço: R$ 88,00 ( Zahil)

Coloração granada de média profundidade

No início estava um pouco fechado, depois mostrou uma boa complexidade aromática de média intensidade. Notas canforadas, pomada. Boa fruta presente.

Na boca é frutado, ótimos taninos, bom equilíbrio. Bastante agradável, vinho bem feito.

 

  • Angélica Zapata Cabernet Franc 2007

Produtor: Catena Zapata

Região: Mendonza, Argentina

Álcool: 14%

Maturação: o vinho madurou 18 meses em barrica de carvalho sendo 85% francesa (50% novas) e 15% americana (25% novas).

Preço: R$ 91,00 ( Mistral)

Rubi escuro, retinto.

Nariz com média intensidade, notas terrosas e ameixa.

Na boca é redondo, equilibrado, bons taninos. Persistente e com sensação de doçura.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nota

Estão abertas …

Estão abertas as inscrições para a turma de agosto do Curso de Formação e Introdução ao Mundo do Vinho. Direcionado a quem está iniciando suas experiências na área, o curso aborda temas como a história da bebida, os tipos de vinho e vinificação, técnicas de degustação, compra com base nas indicações do rótulo, serviço, tipos de taça e harmonização com comida. São 4 aulas conduzidas por especialistas no assunto, que unem teoria e prática, pois em todas elas há a degustação de vinhos. Na última aula, acontece a prática da harmonização de vinho e comida. Confira o programa completo em www.sbav-sp.com.br

 

Faça já a sua inscrição!

Dias: 6,13, 20 e 27/8 (segundas-feiras)
Horário: 19h30
Local: Sala Miolo de Degustação, Rua Estados Unidos, 96
Sócio:
3 X R$ 105

Não-sócio:  3 X R$ 150

Reservas: 11 3814-7905 ou vinho@sbavsp.com.br

DEGUSTAÇÃO GRANDES VINHOS COM MAIS DE 15 ANOS

DEGUSTAÇÃO SABORESDEBACCO JULHO DE 2012- VINHERIA PERCUSSI

 

Image

 

A Confraria Saboresdebacco se reuniu mais uma vez na Vinheria Percussi para o tema do Gilberto, ‘ Vinhos com mais de 15 anos”.Enquanto o sommelier preparava nossos vinhos às cegas, bebemos dois vinhos brancos trazidos pelo Giba.

 O primeiro foi o Robert Mondavi Fumet Blanc 2007, com 14% de álcool. A identificação da casta não foi óbvia, pois trata-se de um Sauvignon Blanc com passagem por madeira, confundindo os desavisados. É um vinho sutil com notas minerais, bastante equilibrado sendo que a madeira aparece muito discretamente. Vinho agradável com excelente acidez.

O segundo vinho era um Condrieu do Guigal safra 2005. Vinho muito elegante apresentando leves notas oxidativas, a oleosidade típica que se percebe em boca nos vinhos da denominação com notas florais e de frutas brancas.

Após a degustação desfrutamos de um impecável jantar com destaque para o Brasato de Fraldinha com Risotto e Tartufo Nero, simplesmente divino. Na sobremesa degustamos um excelente “ Pelegrino Marsala Superiore Oro Dolce 1880”. Com 18% de álcool, apresentou uma coloração topázio brilhante muito bonita, com aromas deliciosos de frutas secas, avelãs e laranja confitada. Em boca se mostrou bem equilibrado e complexo e sem excesso de açúcar. Um grande desfecho.

A seguir minha avaliação dos vinhos da última à primeira colocação dada pelo grupo:

 

  • Barolo Gianni Gagliardo 1994

Coloração granada para tijolo com média profundidade.

Aromas sutis sem muita complexidade, Notas de tabaco, alguma fruta negra e um leve eucalipto.

Em boca se percebe claramente as notas balsâmicas no retrogosto. Taninos de boa qualidade, bom equilíbrio.

 

  • Amarone Bertani 1967 –

Coloração de telha com boa profundidade, não denotando a idade tão avançada.

O ataque aromático nos remete diretamente a um vinho fortificado, surgindo até a dúvida se não seria um vinho doce. Aromas potentes e muito vivos, notas de chocolate, complexo.

No palato é encorpado, potente e equilibrado. Bastante típico, possui o amargor característico, bastante longo e com acidez incrivelmente viva. Impressionante um vinho de 45 anos se mostrar tão em forma.

 

  • Sassicaia 1996 – Bolgheri

Coloração granada profundo.

Nariz complexo e elegante, notas canforadas, aromas terciários de excelente qualidade.

Na boca é fresco, muito harmônico, persistente e equilibrado. Excelente final de boca.

 

Opinião Jancis Robinson:

Again very little sign of ageing in the colour. Distinctive slightly medicinal nose. Herbal but also dark cherries and olives and elegant on the nose. Dry tannins perhaps just starting to take the upper hand. But there’s also dark cherry fruit on the palate and a fresh, surprisingly fluid finish with that fresh acidity even with the dryness of the tannins in the mid palate. (JH) 17 pts

 

 

  • Chateau Pierront Buzet 1995 ( AOC do Sudoeste da França)

Granada de baixa profundidade.

Nariz bastante evoluído, notas terciárias. Elegante com pouca intensidade aromática.

No palato tem ótima acidez e taninos muito finos. Bom equilíbrio.

 

  • Chapoutier Saint Joseph 1997

Granada sem muita profundidade.

Nariz ainda com presença de frutas, principalmente cerejas. Aromas de boa complexidade, cogumelos.

Em boca é bastante equilibrado, taninos e acidez excelentes. Leve amargor final que não incomoda.

 

Opinião Parker: 

The 1997 St.-Joseph Les Granites is massive and full-bodied, with a floral component to go along with the blackberry/cassis fruit and flinty terroir characteristic. Superb ripeness, low acidity, and fleshy, ripe fruit result in an opulent, splendid wine. Anticipated maturity: 2001-2012.

 

 

  • Ch.Canon 1997 – Saint Emilion

Coloração granada tendendo para telha.

Aromas animais, notas terrosas, sous-bois. Muita classe.

Em boca é harmônico, muito complexo. Boca equilibrada, taninos finíssimos e excelente persistência.

 

Opinião: Jancis Robinson:

Lightish, wide brick rim. Now this wine has some interesting development on the nose – some bottle-aged tertiary character at last! Very lively mineral subtext to this wine. Light and lively with excellent balance. This one dances on the palate. Some real sweetness. No hurry to drink, so long as you don’t want a blockbuster, as there is still a little tannin, but I can’t quite see what you’d be waiting for.  16 pts

 

 

  • Ch. Chasse Spleen 1989 ( Região de Moulis, Bordeaux)

Visual granada profundo.

Excelente ataque aromático com frutas negras, alcaçuz. Aromas animais com grande intensidade,muito complexo.,

No palato possui notas de cacau, leve amargor agradável, bom corpo e longo.

 

Opinião de Parker:

Make no mistake about it, the 1989 Chasse-Spleen is the finest wine this property has produced since their great 1949. This is a spectacularly rich, powerful, authoritative example of the vintage that can compete with and even surpass many of the most famous names. Layer upon layer of concentrated, sweet, expansive, blackcurrant fruit is wrapped in a frame of toasty new oak and decent acidity. An awesome wine! Anticipated maturity: 1996-2015.

 

  • Beronia Gran Reserva 1995 – Rioja

Coloração granada para tijolo

Complexidade aromática média com notas de couro e eucalipto

No palato possui notas de cacau e algo de tabaco. Bastante longo e fresco.

 

  • Ch. Lynch Bages 1999 ( Pauillac) – não possui mais de 15 anos

Coloração granada profunda.

Excelente qualidade aromática, muita elegância. Frescor aliado à excelentes notas terciárias.

No palato é encorpado, muito persistente e complexo. Muito equilibrado, excelente qualidade.

Opinião Parker:

A charming, lush, round, generous Lynch Bages, the 1999 offers plenty of sweet black currant fruit, damp earth, licorice, cedarwood and spicy herb-like characteristics. Medium-bodied, savory and broad in the mouth with no hard edges, this fully mature effort is a somewhat underrated vintage for this estate. Enjoy it over the next decade.

Opinião Jancis Robinson:

 

Very deep crimson. Seductively, spicily scented. Round, with tannins well hidden. More impact of sheer fruitiness on the palate than most, but the tannins are certainly there. Still chunky overall.

 

 

 

  • Ch. La Grange 1990 ( Saint Julien)

Coloração granada profunda.

Boa complexidade aromática, ainda com presença de frutas negras e toques defumados.

Boca muito longa e equilibrada. Notas complexas de especiarias e tabaco. Grande vinho.

Opinião Parker:

One of this estate’s superstars (only rivaled by the 1986 and 1996), the 1990 Lagrange exhibits sweet toasty oak notes intermixed with jammy blackberries, cassis, licorice, smoke, and underbrush. Full-bodied with lovely melted tannins, an opulent, fleshy mouthfeel, and loads of purity as well as depth, it has reached full maturity, but is capable of lasting another 10-15 years. Release price: ($210.00/case

 

This muscular, thick, unctuous, lavishly-oaked wine may cause raised eyebrows by those looking for something restrained and understated. There is no doubting the hedonistic appeal of this style of wine. The 1990 is another massive, highly-extracted, boldly-wooded, spicy, dark purple-colored wine with high tannin, low acidity, and layers of jammy fruit. The huge glycerin and massive mouthfeel in this unctuously-textured wine are difficult to ignore. I suspect this wine will become more defined after it loses its baby fat. Although fun to taste at present, it does need 3-4 more years of cellaring; it should last for 20-25 years.

 

Opinião Jancis Robinson:

 

First bottle: not 100% clean. Medium depth, glowing crimson. Very rich and sweet and fleshy. Very rich and almost right bank in its appeal. A hint of decay. Still lots of pleasure though. 
Second bottle: more opulent on the nose. Very clean and fresh and much more youthful than the first bottle. Hint of malty chocolate. Very sweet and rich, though with lots of development ahead. Younger than many 1990s. Great stuff.

 

Image

 

 

 

 

Lustau Solera Reserva Puerto Fino

Bodegas Lustau

 

O Jerez ( Xerez, Sherry) é uma categoria de vinhos muito subvalorizada  porém quem descobre a qualidade e versatilidade dessa bebida não a deixa jamais.

Em minha opinião os xerez da categoria fino e manzanilla são imbatíveis para acompanhar aperitivos, melhores até do que as champagnes. Alimentos considerados inimigos do vinhos, tais como alcachofras, harmonizam muito bem com eles, sendo excelentes companheiros das Tapas espanholas.

É muito comum as pessoas estranharem seu estado totalmente seco com notas de leveduras, mas garanto que depois de provar algumas vezes se tornará uma verdadeira paixão.

Abri esses dias uma garrafa do Lustau Solera Reserva Puerto Fino ( Expand) .

Emilio Lustau S.A. foi fundada em 1896, sendo um produtor respeitadíssimo na região de Jerez de la Frontera produzindo vinhos de extrema qualidade.

Esse fino se mostrou um vinho de muito frescor e elegância. De coloração palha clara brilhante, possuía aromas deliciosos de maça verde e avelãs, muito típicos da categoria. Em boca é muito fresco e seco, boa complexidade e equilíbrio, sempre convidando ao próximo gole.

Paras quem não conhece ou não tem o hábito de consumir esse tipo de vinho recomendo deixar sempre uma garrafa na porta da geladeira, pois sem dúvida qualquer momento é adequado para um gole de xerez: seja ao chegar do trabalho, enquanto prepara o almoço de domingo ou para servir a uma visita inesperada.

 

 

Degustação Midi vs Mezzogiorno –Vinheria Percussi

Imagem

 

A Confraria dos Amigos do Giba se reuniu no restaurante Vinheria Percussi para degustar vinhos do Sul da França e Sul da Itália, como sempre às cegas. Minha ideia ao sugerir o tema foi a possibilidade de comparar vinhos de duas regiões com enorme tradição vinícola ( algumas plantam vinhas a milhares de anos), influenciadas pelo Mediterrâneo e com estilos muito diversos.

O que nos impressionou de imediato foi a variedade de estilos de vinhos. Em muitas degustações que fizemos de regiões específicas percebemos uma clara identidade, proximidade nas características, uniformidade. Ao nos defrontarmos com sul da Itália e França, percebemos que cada produtor e microrregião resulta em vinhos diferentes, alguns florais, outros com  notas terrosas e alguns exalando frutas. Talvez exatamente essa diversidade faça o consumidor ficar inseguro por não ter tanta certeza do que está comprando e acabe evitando as regiões. Uma coisa ficou clara: a qualidade dos vinhos das duas regiões é excepcional e ainda estão subvalorizadas, vale a pena garimpar e encontrar vinhos de excelente relação preço-qualidade.

Abaixo os vinhos na ordem decrescente de colocação no grupo com os meus comentários:

 

  • Primitivo de Mandúria 2008 Pazzia

 

         Produtor: Luccarellilli Região : Puglia

Casta: Primitivo

“Terra Rossa” e calcário. Fermentação alcoólica em tanques de inox com controle de temperatura e leveduras selecionadas, 18 dias de maceração. Estágio em barris de carvalho francês por 6 meses.

Preço: R$ 140,00 – Importadora Casa Flora

Luccarelli Primitivo di Manduria D.O.C. Tinto 2008
Jornal Valor Econômico – 4 de Agosto de 2011 
Destaques italianos, americanos e croata
Produtor: Feudi Di San Marzano (Itália). Bons vinhedos, dos quais 20% são de vinhas velhas.
Avaliação: 3 Estrelas

 

Coloração rubi profunda demonstrando pouca idade.

Aromas de frutas negras muito maduras, notas de borracha que chega a incomodar um pouco. Potente.

Na boca possui uma doçura exagerada. É bastante encorpado e alcoólico, mas a acidez não foi suficiente, tornando o vinho enjoativo. Boa complexidade e persistência, mas faltou equilíbrio.

 

  • ·         Don Antonio 2005

Região: Sicília

Produtor: Morgante

Casta: Nero D’avola

Vinhedos em solo argilo-calcários , 500 metros acima do nível do mar.

91 pontos – Robert Parker

Importadora Expand R$175,00

Coloração granada de média profundidade, estranhamente turvo.

Aromas de média complexiade, notas de cânfora e notas terciárias evidentes.

Boca potente, boa acidez, taninos finos. Complexidade mediana, longo e equilibrado. Boa qualidade.

 

  • Chateau dês Tours 2007

Produtor: Reinaud

Região: Cotes Du Rhone

Variedades: 65% Grenache, 20% Cinsault, 15% Counoise

Parker: 90 pontos

Comprado na França.

Segundo Robert Parker o produtor Emmanuel Reinaud produz vinhos fantásticos, mas a variação de qualidade de safra para safra é imensa.

Coloração granada atijolado, pouca profundidade.

Aromas complexos, notas terrosas, couro e cogumelos ( sous bois).

Em boca possui nota adocicada, chocolate. É longo e tem bom corpo, mas pecou no equilíbrio.

 

  • Vignantica IGT 2007

Região: Campania

Produtor: Selvanova

Variedade: 100% Aglianico

Importadora Vínica

Álcool: 14%

Coloração rubi profunda brilhante.

Aromas de boa qualidade, vinificação no estilo moderno. Notas da madeira em evidência, coco, boa complexidade.

No palato é intenso, longo e com notas de chocolate. Bom frescor, taninos finos, pesistente. Vinho muito equilibrado e de excelente qualidade.

 

  • Taurasi Cinque Querce 2003

Região: Campania

Produtor: Salvatore Molettieri

Álcool: 15%

Importadora Vinci

Preço: US$ 147,50

Robert Parker: 93 pontos

Obs. Esse vinho na safra 2001 foi eleito pelo Gambero Rosso o melhor vinho da Itália no ano de 2006.

Coloração ainda rubi profunda, escuro

Nariz com notas bastante complexas de cânfora, terra, couro, além de notas frescas de menta e eucalipto.

Em boca é muito potente, taninos ainda bastante presentes, fresco , muito persistente. Acidez incrível, ainda ganhará muito com os anos. Excepcional. Em minha opinião foi o melhor vinho.

 

  • Naturalis Historiae Irpinia IGT 2000

Região: Campania

Produtor: Mastroberardino

Castas: Aglianico e outras

Importadora Mistral  US$ 130,00

Naturalis Historiae é feito em um vinhedo único Taurasi/Piedirosso amadurecido por 18 meses em barricas de carvalho francês.

Mastroberardino é o mais famoso produtor da Campania. Seus Taurasi se tornaram lendários na década de 60 , trazendo a denominação ao reconhecimento internacional. Esses vinhos da década de 60 continuam com uma incrível vivacidade e atingem preços elevadíssimos hoje em dia .

Coloração granada para ocre.

Aromas animais, muito complexo. Notas defumadas, aromas terciários evidentes. Excelente qualidade.

Corpo médio, ótima acidez, taninos finos e presentes. Vinho muito equilibrado e de muita classe. Excelente.

 

  • Barrua 2005

Produtor: Azienda Punica

Região: Sardegna

Castas: 85% Carignano, 10% Cabernet Sauvignon, 5% Merlot

3 bicchieri no Gambero Rosso

Importadora Ravin, R$ 275,00

Obs. tecnicamente a Sardenha não faz parte do sul da Itália, mas as ilhas também foram autorizadas a participar.

A Agricola Punica foi fundada por alguns dos nomes mais importantes do vinho italiano; Dr. Sebastiano Rosa, enólogo do Sassicaia, Cantina de Santadi, Tenuta San Guido, Antonello Pilloni presidente da Santadi e do lendário enólogo Giacomo Tachis.

Em 2002 adquiriu uma área de 170 hectares dividida em duas propriedades: Barrua e Narcao localizada no sudoeste da Sardenha numa área conhecida como Sulcis Meridional.

As vinhas situadas em Barrua e Narcao caracterizam-se por 15 hectares de Carignano, plantados em 1990 e 50 hectares de novas plantações de Carignano, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Merlot. Os solos são muito profundos e rochosos, com uma boa parcela de argila.

A Punica produz dois vinhos com base na uva Carignano, Barrua e Montessu ambos IGT Isola dei Nuragui, nome que remete às torres antigas de pedra construídas por nuraghes que habitaram esta ilha do período neolítico até 238 A.C., quando a Sardenha passou a fazer parte do Império Romano.

A qualidade de Carignano em Sulcis é excelente, não só pela cor, mas também pela estrutura, a riqueza alcoólica, a maciez de seus taninos e a acidez que lhe confere frescor e elegância.

O casamento entre a Carignano e a Sardenha poderia produzir grandes vinhos e já na primeira safra Tachis afirmou: … Vai ser um vinho surpreendente!

Vinificação

Após a colheita manual, a fermentação acontece por 15 dias em tanques de aço inox, com as cascas e temperatura controlada e em seguida, sua guarda é feita em barricas de carvalho francês durante 18 meses seguido de afinamento em garrafa por mais 12 meses.

 

Coloração granada profunda.

Nariz com muitas notasde cassis, mirtilo, notas florais, bastante exótico.

Boca complexa, bastante fruta e notas florais evidentes. Vinho muito bem equilibrado, bom corpo, persistente. Excelente.

 

  • Chateauneuf Du Pape 2005

Região: Rhone

Variedades: Grenache, Mouvedre, Syrah

Produtor: Guigal

Importador: Expand

Preço: R$ 285,00

Parker: 92 pontos

Comentário do Parker sobre essa safra:

 

“The 2005, which seems to exhibit much more barnyard, earth, leather, and black fruit, appears to have lost the ferocity of its tannins through its long elevage, and it is still not yet in bottle. This is a deep, rich, concentrated wine that will probably spend as much time in foudre and tank as the famed Henri Bonneau’s top cuvee of Chateauneuf du Pape. “

 

Coloração granada de média profundidade.

Nariz com notas animais, couro, humus. Potente e rústico.

No palato é encorpado, tânico. Muito persistente, ótima acidez, notas de chocolate e frutas negras. Vinho de excepcional estrutura, muita classe.

 

 

Observações:

 

Como entrada degustamos um Radici Fiano di Avelino de Mastroberardino 2006, vendido por US$ 56,00 na Mistral. É um vinho muito fresco e equilibrado, sem grandes pretensões. Feito para bebericar descompromissadamente, por isso acho o preço dele muito elevado, não valendo o custo-benefício.

 

Na sobremesa bebemos o Muscat Beaumes de Venise de Paul Jaboulet-Ainé 2007. Fiquei um pouco decepcionado com o vinho, pois é considerado um dos melhores da denominação. Sou fã de moscatéis,e  posso dizer que apesar de um aroma muito fino e elegante de frutas secas aliadas a notas de mel de laranjeiras, em boca o vinho se mostrou magro, pouco persistente e sem a exuberância esperada de um vinho desses. Talvez se fosse mais jovem ainda apresentasse as qualidades esperadas.

Vendido a US$ 97,00 na Mistral

 

ImagemImagemImagemImagem

 

 

 

 

 

 

 

 

Gourmet & Vinho Campos do Jordão 2012

Evento de altíssimo nível, sendo que tudo que o amigo Luiz Otávio organiza é extremamente organizado.

Para fazer reservas e obter mais informações é só entrar no site http://www.enopira.com.br

Recomendo!!!!

 

 

Gourmet & Vinho Campos do Jordão 2012

Programação:

Quinta-Feira- 16/08/2012

Atividade nº 1- Degustação de Cachaça

Coordenação- Luiz Otávio Peçanha

Palestrante- José Henrique de Paula Eduardo

Local- Sala Mantiqueira- Orotour Garden Hotel

Dia- 16/08/2012- 17:00h

Preço- R$ 60,00

Vagas- 25

Cachaças apresentadas:

1-      Anisio Santiago

2-      Piragibana

3-      Canarinha

4-      Casa Bucco

5-      Valle Verde

6-      Claudionor

7-      Sapucaia Real 18 anos

8-      Coqueiro

9-      Armazém Vieira Safira

10-  Volúpia

11-  Mato Dentro

Situação- 16 reservas, 09 vagas em aberto.

 

Atividade nº 2- Wine Dinner- Noite Portuguesa

Chef- Nelson Gonçalves Junior- Restaurante Vila Chã

Coordenação- Luiz Otávio Peçanha

Local- Restaurante Capricio- Orotour

Dia 16/08/2012- 20:30h

Preço- R$ 150,00

Vagas- 90

Menu:

Amuse Bouche – Coberto/Couvert Completo

(Cesto de Pães Caseiros, Torradas, pasta de azeitonas, pasta de queijo e tremoços, travessa com Salpicão Português Caseiro, Presunto Serrano de Chaves e Azeitonas Portuguesas)

Vinho- a definir

Entrada – Pout Pourri Lusitano

(Bolinho de Bacalhau, Bolinho de Alheira, Torresmo de Bacalhau, Patanisca de Bacalhau e Caldo Verde)

Vinho: a definir

1º Prato – Bacalhau à  Transmontana 

(Posta confitada a vácuo, assada e gratinada, recheada com Presunto Serrano de Chaves, acompanhado de batatas e cebolas às rodelas, e arroz de brócolis).

Vinhos: a definir

2º Prato – Paleta de Borrego

(Parte dianteira de Cordeiro marinada em alecrim, braseada em baixa temperatura, guarnecida de crocante de cebolas, batatas e cheiro verde; e Arroz Negro ao Perfume de Queijo da Serra da Estrela).

Vinhos: a definir

Sobremesa- Toucinho do Céu

(Típico preparado Português muito consumido também no Natal e Passagem de Ano. Feito à partir de assado das gemas e claras em neve com amêndoas)

Vinho- a definir

Situação- Reservas abertas

Sexta-Feira- 17/08/2012

Atividadenº 3- A Syrah/Shiraz pelo mundo

Importadora- Decanter

Coordenação- Luiz Otávio Peçanha

Palestrante- Luiz Otávio Peçanha

Local- Sala Itapeva- Orotour Garden Hotel

Dia- 17/08/2012- 10:00h

Preço- R$ 180,00

Vagas- 30

Vinhos apresentados:

1-     Colombo Côte-Rotie La Divine 2009

2-     Colombo Hermitage Le Rouet 2006

3-     Colombo Cornas Le Ruchets 2004

4-     Kilikannon Greens Reserve 2007

5-     Bem Schild Reserve 2005

6-     Fox Creek Reserve 2005

7-     Villard Tanagra 2008

8-     Gere Syraz 2007

9-     Craggy Range Le Sol 2007

Situação- 22 reservas, 08 vagas em aberto.

 

Atividade nº 4- Vinhos Jerez El Maestro Sierra
Importadora – Decanter
Coordenação- Luiz Otávio Peçanha
Palestrante- Tufi Neder Meyer
Local- Sala Mantiqueira- Orotour Garden Hotel
Dia- 17/08/2012- 14:00h
Preço- R$ 150,00
Vagas- 25
Vinhos apresentados:

1-      Jerez Fino( Palomino)

2-      Jerez Oloroso Dry 15 anos

3-      Jerez Pedro Ximénez

4-      Jerez Amontilado Superior Very Dry 12 anos

5-      Jerez Oloroso Extra Viejo 1/7 VORS

6-      Jerez Palo Cortado

7-      Jerez Pedro Ximénez Viejisimo

Situação- 18 reservas, 07 vagas em aberto.

 

Atividade nº 5- Degustação de Grandes vinhos de Bordeaux

Margem Esquerda X Margem Direita

Coordenação- Luiz Otávio Peçanha

Palestrante- Marcio Pinto de Oliveira

Local- Sala Pinheirinho- Orotour Garden Hotel

Dia- 17/08/2012- 17:00h

Preço- R$ 990,00

Vagas- 15

Vinhos apresentados: em formatação

1-      Château Angelus 2006- 1er GCC Saint-Emilion

2-      Château Leoville Barton 2006- 2ème GCC de Saint-Julien

3-      Château Canon 2005- 1er GCC Saint-Emilion

4-      Château Montrose 2005- 2ème GCC de Saint-Estephe

5-      Château Cheval Blanc 2004 1er GCC Saint-Emilion

6-      Château Palmer 2004- 3ème de Margaux

7-      Château Pavie 1999- 1er GCC Saint-Emilion

8-      Château Latour 1999- 1er GCC Pauillac

Situação- Lotada, reserva em lista de espera

 

Atividade nº 6- Noite Francesa- Jantar Especial Traga seu Vinho

Uma homenagem a Carême e Scoffier

Chef- Chef Lima

Coordenação- Luiz Otávio Peçanha

Local- Restaurante Capriccio- Orotour Garden Hotel

Dia- 17/08/2012- 20:30h

Preço- R$ 100,00

Vagas- 120 vagas

Menu:

 

Amuse-gueule:

– Endives à la crème au miel et bleu

– Petit Stick Roquefort, du pain noir et figues séchées

– Petit Muffins aux tomates séchées et fromage Tsilt

Entrée:

Tartare de saumon sur un lit de concombres confits, dijon émulsion et le caviar Shoyo.

 

Premier Plat – La Truite:

– Paupiette truites farcies à la ricotta fumée avec du beurre et émulsion de pomme de terre à l’estragon.

 

Deuxième Plat- Le Canard:

– Cuisse de canard confit, sauce aux poivrons rouges et riz aux fruits secs

 

Troisième Plat: Le Sanglier

– Mille feuilles de longe de sanglier, foie gras et la patate douce à la mandarine sauce et le romarin

Dessert:

– Pêche Melba

Obs- Cada um traz seu vinho e compartilha com quem achar conveniente.

Situação- Reservas em aberto

Sábado- 18/08/2012

Atividade nº 7- Vinhos da Califórnia

Importadora- Wine Experience

Coordenação- Luiz Otávio Peçanha

Palestrante- Vinicius Saad

Local- Sala Mantiqueira- Orotour Garden Hotel

Dia- 18/08/2012- 10:00h

Preço- R$ 160,00

Vagas- 30

Vinhos apresentados:

1-      Phelps Sauvignon Blanc 2009

2-      De Loach Chardonnay 2009

3-      Phelps Freestone Chardonnay 2008

4-      De Loach Pinot Noir OFS 2008

5-      Phelps Freestone Pinot Noir 2007

6-      Luchesi Zinfandel 2008

7-      Phelps Cabernet Sauvignon 2007

8-      Phelps Insignia 2006

Situação- 22 reservas, 08 vagas em aberto.

 

Atividade nº 8- Os grandes vinhos brancos de Bordeaux

Coordenação- Luiz Otávio Peçanha

Palestrante- Rodrigo Mammana

Local- Sala Pinheirinho- Orotour Garden Hotel

Dia- 18/08/2012- 14:00h

Preço- R$ 280,00

Vagas- 15

Vinhos apresentados:

1-      Château La Grande Clotte 2009- Bordeaux (Lussac St-Emilion)

2-      Blanc de Linch Bages 2009- Bordeaux (Pauillac)

3-      Domaine de Chevalier Blanc 2009- Pessac-Léognan

4-      Château Carbonnieux 2008- Pessac-Léognan

5-      Y de Yquem 2008- Bordeaux (Sauternes)

6-      Château La Louvière 2007- Pessac-Léognan

7-      Smith Haut-Lafite Blanc 2006- Pessac-Léognan

8-      Plantiers du Haut- Brion 2005- Pessac-Léognan

Situação- Lotada, reservas em lista de espera

Atividade nº 9- Vinhos Madeira

Coordenação- Luiz Otávio Peçanha

Palestrante- Tufi Neder Meyer

Local- Sala Mantiqueira- Orotour Garden Hotel

Dia- 18/08/2012- 17:00h

Preço- R$ 170,00

Vagas- 20

Vinhos apresentados:

1-      Justino’s  10 anos- Negra mole e outras

2-      HM Borges Sercial 15 anos

3-      HM Borges Verdelho 15 anos

4-      Cossart Gordon Boal 15 anos

5-      HM Borges Malmsey 15 anos

6-      HM Borges Sercial colheita 1995

7-      Cossart Gordon Verdelho colheita 1998

8-      HM Borges  Boal colheita 1995

9-      Cossart Gordon Malmsey colheita 1996

10-  Cossart Gordon Terrantez 1977

Situação: 15 reservas, 05 vagas em aberto.

 

Atividade nº 10- Vinho & Tango

Uma noite de gala com Marcelo Copello

Palestrante- Marcelo Copello

Chef- Maximiliano Brasil- Lady Fina Café

 

Marcelo Copello fará um paralelo entre o Tango e a uva Malbec, mostrando suas origens, estilos e ícones; tudo isto com degustações de grandes vinhos argentinos, exibição de filmes e shows clássicos e modernos, e um saboroso jantar.

Um evento inesquecível!

Coordenação- Baco Multimidia e Luiz Otávio Peçanha

Local- Salão Orotour

Dia- 18/08/2012- 19:30h

Preço- R$  160,00

Vagas- 120

Coquetel – Acepipes

– Stick de Melão Orange com Jamon

– Mini Bruschettas com queijo pecorino, Shiitake e limão siciliano

– Iscas de Chorizo com ameixa seca e bacon

– Casquinhas de Ricota com Funghi e Tomate seco

– Mini empanadas de carne

– Mini empanadas de Escarola e Queijo

Vinhos: a definir

 

Entrada:

 – Salada de Inverno (folhas roxas, maça grelhada, coração de frango assado, pinhão crocante, queijo provolone e molho roquefort quente).

Vinho- a definir

1º Prato:

– Mini polenta ao ragu de língua de boi e agrião precoce

Vinho- a definir

Amouche:

– Mini Puchero criolo

Vinho- a definir

2º Prato:

– Bife Ancho ao Malbec e legumes no vapor;

Vinhos- a definir

Sobremesa:

– Crepe brullè de Dulce de Leche

Vinho- a definir

 

Situação- Reservas em aberto

Nova parceria traz mais benefícios aos associados da Sbav

A Sbav acaba de fechar uma nova parceria, desta vez com a Vinitude e o Clube dos Vinhos, que oferecerá novas vantagens aos associados. A partir de agora, sócio da Sbav têm 10% de desconto em compras na loja virtual Vinitude. Além disso, ganham uma garrafa de vinho ao ingressar no Clube dos Vinhos até o dia 30 de junho. Para obter essas vantagens, basta se cadastrar previamente na loja da Vinitude pelo telefone 3522-8085 ou email sac@clubedosvinhos.com.br, identificando-se como sócios da Sbav. O mesmo procedimento deve ser feito para entrar no Clube dos Vinhos e receber a garrafa de vinho. Conheça a Vinitude Loja online da Importadora Vitis Vinífera, que está há 12 anos no mercado de vinhos. Apresenta um portfólio de mais de 1 mil rótulos de diferentes países, além de cosméticos à base de uvas e utensílios exclusivos para a apreciação da bebida. Acesse e saiba mais: http://www.vinitude.com.br Conheça o Clube dos Vinhos Outra iniciativa da importadora Vitis Vinífera, que oferece aos associados descontos na loja virtual Vinitude, frete grátis em todo o Brasil, além da possibilidade de receber em casa, mensalmente, vinhos de boa relação custo-benefício escolhidos por especialistas. Acesse e saiba mais: http://www.clubedosvinhos.com.br Benefícios para Associados Os associados da Sbav-SP contam com vantagens e benefícios exclusivos, que incluem descontos em degustações e cursos promovidos pela associação, além de compras em importadoras de vinhos e isenção de rolha em restaurantes. Confira: Descontos em cursos e degustações Associados da Sbav-SP têm desconto de 30% nos cursos regulares, degustações e jantares harmonizados da associação. Descontos em lojas e importadoras • Empório Frei Caneca – 10% de desconto nos vinhos e 5% nos destilados (www.emporiofreicaneca.com.br) • Interfood – 20 % de desconto (www.interfood.com.br) • Smart Buys – 15% de desconto (www.smartbuywines.com.br) • Varanda Frutas – 5% de desconto (www.varanda.com.br) • Vinea – 15% de desconto (www.vinea.com.br) • Wine Pro – 10% de desconto (www.winepro.com.br) • Wine Society – 10% de desconto (www.winesociety.com.br) • Vinitude – 10% de desconto (www.vinitude.com.br) Para obter o desconto é necessário contatar as importadoras por e-mail ou telefone e se identificar como associado Sbav-SP. Isenção de taxa de rolha • A Tal da Pizza (www.ataldapizza.com.br) • Pizzaria Camelo Pamplona (unidade da Rua Pamplona, 1.873) • Marcel (www.restaurantemarcel.com.br) • Tasca da Esquina (www.tascadaesquina.com/SP) Para obter o desconto é necessário apresentar a carteirinha de associado Sbav-SP.

Degustação de Vinhos Espanhóis com Importadora Inovini

 

No dia 8 de maio a SBAV teve o prazer de receber a Inovini ( WWW.inovini.com.br ) no Restaurante North Grill da Vila Nova Conceição. A importadora, que faz parte do grupo Aurora, nos apresentou rótulos espanhóis provenientes de diversas regiões. Veja abaixo os comentários sobre os vinhos:

 

  • Tio Pepe

Produtor: González Byass

Região: Jerez de la Frontera, Andaluzia

Tipo: Jerez Fino

Variedade: 100% Palomino]

Álcool: 15%

Preço: R$ 79,00

Visual palha claro com reflexos esverdeados, brilhante.

Aromas muito frescos e agradáveis de maçã fresca, peras e notas de pão, leveduras.

Boca muito fresca, seca, muito equilíbrio. Boa persistência com retrogosto muito agradável. Imbatível para acompanhar aperitivos, convida ao próximo gole. Muito bom.

 

  • Finca Constancia VT Castilla 2010

Produtor: Finca Constancia ( pertencente ao grupo González Byass)

Região: Castilla La Mancha, Toledo

Variedades: 70% Verdejo, 30% Sauvignon Blanc

Álcool: 13%

Preço: R$ 39,00

 

Visual palha claro brilhante.

Bom ataque aromático com notas herbáceas, lembrando aipo. Bastante fresco.

Em boca tem boa acidez, as notas herbáceas se confirmam. Bom equilíbrio e frescor.

pesar de predominar a Verdejo, as características da Sauvignon Blanc são bastante evidentes. Vinho descompromissado e bem feito.

 

  • Finca Constancia VT Castilla 2008

Produtor: Finca Constancia

Região: Castilla La Mancha, Toledo

Variedades: 40% Syrah, 34% Cabernet Sauvignon, 8% Petit Verdot, 7% Tempranillo, 6% Graciano e 4% Cabernet Franc

Amadurecimento: 6 meses em barricas mistas de carvalho francês e americano.

Álcool: 14%

Preço: R$ 65,00

Visual rubi profundo brilhante.

Excelente ataque aromático. Fruta negra madura, notas de pimenta do reino fresca, boa intensidade e complexidade.

Boca intensa, boa acidez, taninos finos e presentes.Notas de café e chocolate meio amargo.

Vinho muito bem feito e com excelente custo benefício. Muito bom.

 

 

 

  • Finca Constancia Altozano Tempranillo VT Castilla 2010

Produtor: Finca Constancia

Região: Castilla La Mancha, Toledo

Variedade: Tempranillo

Amadurecimento: 3 meses em barricas mistas de carvalho francês e americano.

Álcool: 14%

Preço: 39,00

 

Visual rubi claro sem muita concentração.

Nariz simples com presença de morangos e cerejas, leve intensidade.

No palato é simples permanecendo as notas de frutas vermelhas. Persistência baixa, equilibrado. Vinho para o dia a dia, leve e agradável.

 

 

  • Beronia Crianza Rioja D.O.Ca 2008

Produtor: Bodegas Beronia ( Grupo Gonzalez Byass)

Região: Rioja Alta

Variedades: 83% Tempranillo, 15% Garnacha e 2% Mazuelo

Amadurecimento: 12 meses em barricas de carvalho francês e americano

Álcool: 13,5%

Preço: R$ 65,00

 

Coloração rubi clara.

Médio ataque aromático, notas de frutas vermelhas com intensidade média.

Bom equilíbrio, complexidade e persistências baixas. Bom.

 

  • Solera 1847

Variedades: 75% Palomino Fino, 25% Pedro Ximenez

Elaborado sob o método Solera

Açúcar residual: 100g/L

Preço: R$ 79,00

Coloração âmbar de média profundidade.

Aromas de média intensidade, notas de frutas secas, ameixas.

No palato é muito encorpado e bastante doce. Boa complexidade e persistência. Bom.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Degustação de Vinhos do Vêneto com Cardápio Itália

A SBAV-SP recebeu na noite do dia 15 de maio a Importadora Cardápio Itália no charmoso restaurante Giardino, em Moema. O tema da degustação foram vinhos do Vêneto, mais precisamente da DOC Colli Euganei. Essa denominação situa-se em colinas próximas à Veneza, uma região com solos vulcânicos que resultam em vinhos com muita personalidade e características únicas. As uvas francesas foram trazidas pelos invasores franceses na época de Napoleão e se mostraram muito bem adaptadas com resultados fascinantes.

A Cardápio Itália ( http://www.cardapioitalia.com.br ) possui também uma grande diversidade de produtos gourmet italianos de alto nível de qualidade que puderam ser conferidos no evento.

Abaixo as impressões dos vinhos:

  • Dogarina Prosecco DOC Millesimato TV Brut

Produtor: Dogarina

Região:Treviso

Variedade: 100% Glera

Álcool:  11%

R$ 78,00

Visual palha claro esverdeado biilhante, perlage fina. Apresentou aromas florais mesclados com notas de maçã verde, bastante frescos e sutis. Em boca se confirma o floral, possui boa acidez e se mostrou bem equilibrado. Bom exemplar para a categoria.

 

  • Colli Euganei Chardonnay 2008

Produtor: Vignalta

Região: Colli Euganei DOC

Variedade: 100% Chardonnay

Álcool: 13,5%

Amadurecimento em barris de carvalho, não menciona o tempo. Afinamento de 6 meses em garrafa.

Preço: R$ 132,00

Visual dourado claro.

Aromas de muita classe e complexidade. Apresentou notas amendoadas, toques minerais, leve amanteigado, tudo isso com muito frescor.

No palato possui média intensidade, tendendo mais para a elegância. Evidente mineralidade, leve nota oxidativa muito agradável. Equilibrado e longo, vinho de excelente qualidade. Ótimo exemplo da uva Chardonnay expressando um terroir bastante peculiar.

  • Rosso Riserva DOC 2006

Produtor: Vignalta

Região: Colli Euganei

Variedades: Merlot e Cabernet Sauvignon

Amadurecimento: 24 meses em barris de carvalho, 4 meses em garrafa

Álcool: 14%

Preço: R$ 114,00

Coloração rubi de média profundidade, tendendo ao granada.

Nariz de boa qualidade apresentando notas balsâmicas e eucalipto.

Boca de média intensidade, notas terrosas e boa complexidade. Vinho bastante equilibrado, taninos finos e excelente acidez. Muito gastronômico. Vinho pronto, no melhor momento para consumo. Muito bom.

  • Colli Euganei Gemola DOC 2006

Produtor: Vignalta

Região: Colli Euganei

Variedades: 70% Merlot, 30% Cabernet Franc

Amadurecimento: 24 meses em barricas novas de carvalho francês, 6 meses em garrafa.

Álcool: 14%

Preço: R$ 219,00

Coloração rubi intenso caminhando para o granada.

Aromas intensos de excelente qualidade, muita classe e elegância. Excelente complexidade aromática, com notas terciárias, alcatrão, bastante fruta negra e húmus.

No palato possui taninos finíssimos e muito elegantes, ótima acidez e persistência com retrogosto balsâmico e notas terrosas. Vinho de grande classe, excelente hoje e continuará assim por mais uma década.

  • Colli Euganei Fior D’Arancio 2007

Produtor: Vignalta

Região: Colli Euganei

Variedade: 100% Moscato

Vinificação: desidratação das uvas , técnica do Passito. Lenta fermentação em baris de carvalho.

Amadurecimento: 1 ano em barris de carvalho, 6 meses em aço. 2 de afinamento em garrafa.

Álcool: 15,5%

Preço: R$ 162,90

Coloração âmbar muito clara e brilhante.

Aromas impressionam por sua intensidade, notas fortes de suco de caju e avelãs.

Em boca é muito doce, acidez média-baixa e boa persistência. Bom.